Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Como ser um Bom Cristão?







É indispensável ao católico, como dissemos na seção "Como ser um Bom Cristão?", a oração. Ao menos de manhã, ao levantar-se e  de noite, ao deitar-se.

As orações da manhã e da noite consistem basicamente de:

Um oferecimento do dia à Deus, unido aos méritos da Ssma. Virgem e dos Santos ( pois nós mesmos não possuimos mérito algum em nossas obras, mesmo que sejam boas ).

Um agradecimento a Deus pelo dia, com um exame de consciência para perscrutar a mente e corrigir as atitudes que desagradaram a Deus durante o dia e que no próximo deverão ser evitadas.












Para cada nível espiritual que a pessoa se encontra as orações podem ser modificadas (um monge, via de regra, rezará orações para manhã e noite de um modo mais profundo, com meditações e mais longamente) as orações. Que cada um procure adequar as orações de acordo estado de vida que escolheu.

Abaixo, transcrevemos as orações da manhã e da noite de um Missal de bolso para fiéis,  de 1954.

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

FELIZ NATAL!

clique na imagem para ampliar


Encerramos as atividades deste ano e esperamos voltar em 2014, se Deus permitir.

A todos, nossos agradecimentos e nossos sinceros votos de um Santo Natal e de um Ano Novo verdadeiramente NOVO: CRISTÃO!

*

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

O poder da oração na vida do cristão.



O Que é a Oração?


A oração é uma elevação da alma a Deus, para adora-Lo, para Lhe dar graças e para Lhe pedir aquilo de que precisamos. A oração pode dividir-se em mental e vocal. Oração mental é a que se faz só com a alma; oração vocal a que se faz com as palavras acompanhadas da atenção do espírito e da devoção do coração.


O Que a Oração faz?


- Alimenta nossa alma;
- É o caminho ordinário para receber os dons de Deus;
- É um mandamento de Deus;
- É uma arma poderosa contra os inimigos;
- Faz-nos progredir na virtude;
- Torna as ações fecundas.

E quando devo rezar?


Diz o Terceiro Catecismo da Doutrina Cristã que, nós cristãos, devemos rezar especialmente nos perigos, nas tentações e no momento da morte; além disso, devemos rezar freqüentemente, e é bom que o façamos pela manhã e à noite, e no princípio das ações importantes do dia.

Para aqueles que não sabem o que rezar de manhã e à noite a seção "Orações da Manhã e da Noite" vem para ajudá-lo. O Rosário é uma importante arma contra o demônio também. Para quem não o conhece, na seção "Rosário" explicamos como rezá-lo e expomos as graças que Nossa Senhora concede a quem o faz.

Cada realidade é diferente uma da outra. Cada alma precisa especificamente de uma coisa ou outra, não podemos recomendar coisas muito específicas para cada necessidade particular... Mas uma coisa é certa que recomendamos: ESTUDO direcionado e ORAÇÃO. Delas, a mais excelente é a oração. É através do constante contato com Deus que a alma vai sendo guiada como uma criança pela mão da mãe.

Como recomendações gerais, também sugerimos a utilização do ESCAPULÁRIO DO CARMO, e o ESCAPULÁRIO VERDE para aqueles que precisam de conversão. Enfim, visite todas as nossas seções se puder, que isso o ajudará muito!




Referências: Catecismo de São Pio X; A Oração - Sto. Afonso de Ligório.


+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Tríduo para a festa de Natal

Queridos irmãos em Cristo Jesus, o Verbo encarnado no seio virginal de Maria Santíssima, para aqueles que, por algum motivo, não puderam dar início a Novena de Natal, há uma segunda opção para preparar bem o coração, em espírito de piedade e devoção: rezar o tríduo para a festa de Natal!


Tríduo para a festa de Natal


Do dia 22 de Dezembro ao dia 24 do mesmo mês

 

I. Ó Verbo divino, Salvador das nossas almas, já que quisestes vir morar conosco neste mundo, para o renovar com os exemplos da vossa vida divina, fazei que nestes santos dias nos esforcemos para seguir os amorosos desígnios do vosso Coração e imitar os vossos exemplos de virtude.
Gloria Patri...

II. Ó Verbo divino, Deus grande, Deus imenso, Senhor dos senhores, Dominador absoluto do universo, que por nosso amor quisestes nascer menino, envolto em pobres andrajos, sem teto, num presépio em meio de vis animais, e sofrer males infindos, fazei que nós, renunciando ao mundo, aos seus bens enganadores e aos seus prazeres, abracemos a humildade, a pobreza de espírito, e a mortificação de nós mesmos.
Gloria Patri...

III. Ó Verbo divino, Autor e Rei dos séculos, verdadeiro Filho de Deus e de Maria, anunciado pelos profetas, esperado pelos patriarcas e desejado pelos povos, que quisestes nascer nas trevas da noite para ser a luz dos homens e lhes servir de caminho, verdade e vida; fazei que nós, abominando a impiedade do mundo, aprendamos de vós a viver justa e piedosamente, e, confiados na esperança da glória bem-aventurada, renunciemos a nós mesmos e todos nos consagremos a vós.
Gloria Patri...

V. Roráte caeli désuper, et nubes pluant justum.
R. Aperiátur terra, et gérminet Salvatórem.

Oremus. Deus, qui nos redemptiónis nostrae ánnua exspectatóne laetíficas: praesta, ut Unigénitum tuum, quem Redemptórem laeti suscípimus, veniéntem quoque júdicem secúri videámus, Dóminum nostrum Jesum Christum, Fílium tuum.
R. Amen.


Fonte: Manual da Paróquia, compilado por Monsenhor Leovigildo Franca. Petrópolis: Editora Vozes, 1950.
Visto em: http://aalegriadaminhajuventude.blogspot.com.br/2011/12/triduo-para-festa-de-natal.html.
 

+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Receita original de Amaretti macios

Receita original de Amaretti macios

Os Amaretti macios são um clássico da pasticceria e são docinhos a base de
amêndoas, açúcar e clara de ovo, de consistência não muito dura (diferentemente dos amaretti da Sardenha). São principalmente realizados em Puglia (Apúlia) e emanam um delicioso aroma de amêndoas quando saem do forno. São perfeitos quando sobram claras de neve, coisa que acontece com frequência (não aqui em casa!). São indicados especialmente para celíacos porque contém apenas a farinha de amêndoas, sem qualquer traço de grão. Vamos ver como são preparados.

Receita 

INGREDIENTES
  • 450g de amêndoas doces com pele
  • 50g de amêndoas amargas com pele (ou aroma)
  • 500g de açúcar de cana
  • 150g de claras de neve
  • quanto baste de açúcar de confeiteiro ou de cana

MODO DE FAZER

Pegue as amêndoas com a pele e coloque no forno para secar por 2-3 minutos a 160°.

Tire do forno e deixe esfriar, depois ponha para moer bem dino, com a pele (que dará a cor escura ao docinho). Acrescente o açúcar de cana e a clara de ovo, até ficar homogêneo.

Peneire um pouco de açúcar de confeiteiro sobre a mesa (que servirá de farinha, para não grudar) e coloque a massa até obter um salaminho longo. Corte em fatias.

Umedecendo toda vez a palma da mão com algumas gotas d'água, molde uma fatia por vez, posicionando-a sobre uma assadeira coberta com um papel manteiga. A água com que molhou as mãos servirá a não fazer grudar a massa nas mãos e também para fazer aderir os grãos de açúcar que depois peneirará sobre os amaretti. Quando da cocção, se formará uma crosta âmbar típica do doce.

Cozinhe os amaretti em forno preaquecido a 165° por 20 minutos, em forno comum (não micro-ondas). Desenforme, deixe esfriar e sirva na mesa ou guarde em uma lata hermética.

Fonte: http://www.lericettedellamorevero.com/2013/12/ricetta-originale-degli-amaretti-morbidi.html


+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

O Clube dos 99

Era uma vez um rei muito rico. Tinha tudo. Dinheiro, poder, conforto, centenas de súditos. Ainda assim não era feliz. Um dia, cruzou com um de seus criados, que assobiava alegremente enquanto esfregava o chão com uma vassoura. Ficou intrigado. Como ele, um Soberano supremo do reino, poderia andar tão cabisbaixo, enquanto um humilde servente parecia desfrutar de tanto prazer?

- Por que você está tão feliz? - perguntou o rei.

- Majestade, sou apenas um serviçal. Não necessito muito. Tenho um teto para abrigar minha família e uma comida quente para aquecer nossas barrigas.

O rei não conseguia entender. Chamou então o conselheiro do reino, a pessoa em que mais confiava.

-Majestade, creio que o servente não faça parte do
"Clube dos 99".

-
"Clube dos 99"? O que é isso?

- Majestade, para compreender o que é o
"Clube dos 99", ordene que seja deixado um saco com 99 moedas de ouro na porta da casa do servente. E assim foi feito.

Quando o pobre criado encontrou o saco de moedas na sua porta, ficou radiante. Não podia acreditar em tamanha sorte. Nem em sonhos tinha visto tanto dinheiro. Esparramou as moedas na mesa e começou a contá-las.

-…96, 97, 98… 99.

Achou estranho ter 99. Achou que poderia ter derrubado uma, talvez. Provavelmente eram 100. Mas não encontrou nada. Eram 99 mesmo.

Por algum motivo, aquela moeda que faltava ganhou uma súbita importância. Com apenas mais uma moeda de ouro, uma só, ele completaria 100. Um número de 3 dígitos! Uma fortuna de verdade. 


Ficou obcecado por completar seu recente patrimônio com a moeda que faltava. Decidiu que faria o que fosse preciso para conseguir mais uma moeda de ouro. Trabalharia dia e noite. Afinal, estava muito muito muito perto de ter uma fortuna de 100 moedas de ouro. Seria um homem rico, com 100 moedas de ouro.

Daquele dia em diante, a vida do servente mudou. Passava o tempo todo pensando em como ganhar 1 moeda de ouro. Estava sempre cansado e resmungando pelos cantos. Tinha pouca paciência com a família, que não entendia o que era preciso para conseguir a centésima moeda de ouro. Parou de assobiar enquanto varria chão.

O rei percebeu essa mudança súbita de comportamento e chamou seu conselheiro.

- Majestade, agora o servente faz, oficialmente, parte do
"Clube dos 99". - E continuou:

- O
"Clube dos 99" é formado por pessoas que têm o suficiente para serem felizes, mas mesmo assim não estão satisfeitas. Estão constantemente correndo atrás desse 1 que lhes falta. Vivem repetindo que, se tiverem apenas essa última e pequena coisa que lhes falta, aí sim poderão ser felizes de verdade. Majestade, na realidade, é preciso muito pouco para ser feliz; porém, no momento em que ganhamos algo maior ou melhor, imediatamente surge a sensação de que poderíamos ter mais. Com um pouco mais, acreditamos que haveria, de fato, uma grande mudança. Só um pouco mais. Perdemos o sono, nossa alegria, nossa paz e machucamos as pessoas que estão a nossa volta. E o pouco mais, sempre vira… um pouco mais. O “pouco mais” é o preço do nosso desejo.

E concluiu: Isso, majestade, é o "Clube dos 99".



Autor desconhecido


+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Bolo de Natal

Bolo de Natal


Ingredientes:

  • 1 xícara de chá de margarina
  • 5 ovos
  • 2 1/2 xícaras de chá de açúcar
  • 1 xícara de chá de chocolate em pó
  • 1 vidro(220 ml) de leite de coco
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 colher de chá de raspa de limão
  • 2 1/2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 150 g de uvas-passas
  • 150 g de frutas cristalizadas picadas
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

Preparo:

  • Bater em creme a margarina, as gemas e o açúcar.
  • Sempre batendo, adicionar o chocolate, o leite de coco, a baunilha, o sal, as raspas de limão e 2 xícaras de farinha de trigo.
  • Colocar as claras batidas em neve, misturando delicadamente.
  • Por último, juntar, mistur bem, as passas e frutas polvilhadas com 1/2 xícara de farinha de trigo previamente peneirada com o fermento.
  • Colocar em tabuleiro untado com margarina e forrado de papel.
  • Levar ao forno pré-aquecido e moderado até assar.

fonte: http://www.cozinhabrasileira.com/bolos/bolo_de_natal.html




+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.