Pesquisar este blog

segunda-feira, 27 de junho de 2016

DIREÇÃO PARA VIVER CRISTÃMENTE - Parte VI


Salve Maria, 
Daremos sequência à publicação de textos retirados do livreto do Pe. Quadrupani: "Direção para viver cristãmente". São dicas valiosas, instrutivas e animadoras para nos auxiliar na prática da vida cristã. Aproveitem! 

Viva Cristo Rei!






DIREÇÃO PARA VIVER CRISTÃMENTE


Rev.  Padre  Quadrupani - Barnabita.



Capítulo I - Relações com Deus

 Os deveres do cristão para com  Deus  reduzem-se  a  pratica da religião,  e,  por  conseguinte,  a aperfeiçoar-se, sobretudo  no  uso da  oração,  no  modo  de  ouvir  a missa,  na  frequência  da  confissão e  da  comunhão,  na  leitura  espiritual  e  na  santificação  dos  dias santos.  Toquemos  rapidamente  todos estes  diversos  assuntos.



DA  SANTIFICAÇÃO  DOS  DIAS SANTOS


1          Cada  um  de  nossos  dias deve  ter  como  regra  a  glória  de Deusporém  Ele escolheu  alguns nos  quais  exige  de  nós  um  culto especial:  são  os  dias  santos.

2          Devemos,  pois,  santificá-los os por um grande número  de obras de piedade:  a  Missa,  os  sacramentos,  a oração,  a assistência aos sermões,  as  santas  leituras.


3          Mas  não  devemos,  contudo,  fatigar  o  corpo  e  oprimir o  espirito  pelo  excesso  das  práticas  de  devoção.  Aqui  tem  lugar o que dissemos falando da oração.

4          Devemos também  lembrar-nos  de  que  uma  visita  de  cerimônia,  um  passeio  recreativo,  um divertimento  razoável  (tudo  coisas  na  ordem  da  Providência)  podem  ser  oferecidas  a  Deus  e  servir,  assim,  para  santificar  os  dias santos.  Da mesma sorte, as outras ações  reclamadas  pelo  sustento da  vida,  o  comer,  o  repouso,  o sono,  não  se  opõem tampouco  ao  que  exige  nos  dias  santos à santidade  do  cristão.

5          Eu  faço  estas  observações para  consolar  as  almas  que  se inquietam  sem  motivo  a  respeito da  santificação  dos  dias  santos, e  parecem  seguir  antes  as  superstições  farisaicas  do  antigo  sábado  do  que  a  santa  liberdade de espirito que nos deu Jesus  Cristo  no  seu  Evangelho.  Que  essas pessoas  evitem  os  extremos:  uma dissipação,  ou  uma  oração  excessiva.

6           Se  as  circunstâncias  vos não  permitem  assistir  às  instruções  religiosas, lede todos os dias santos  algumas  páginas  sobre  a doutrina  cristã,  para  não  esquecerdes  os  ensinos  da  nossa santa religião.

7            Se  num  dia  santo  acontecer  que  devais  viajar  ou  entregar-vos  a  outra  ocupação  que não  seria  da  vossa  escolha,  mas que vos sobreveio de improviso, não vos  inquieteis  com  não  poderdes desempenhar  comodamente  os vossos exercícios habituais de piedade.  Recorrei  então  às  orações jaculatórias,  as  quais, como  já dissemos,  substituem  todas  as outras orações.

8         Observai,  enfim,  que  as pessoas  obrigadas  a  ficar em casa, a  ter  conta  em  crianças,  a  assistir  a  doentes,  podem  santificar um  dia  santo  por  uma  só missa: porque  estão  ocupadas  em  obras de  justiça  e  de  caridade.  Nestes casos,  a  ocupaçãoque  é  santa, vale  o  mesmo  que  uma  longa oração.


Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.