Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Como devemos fugir da ignorância e também da curiosidade.








"(...)Nesta batalha espiritual, não basta a confiança em Deus e a desconfiança de nós mesmos. Somente com estas duas armas, não nos venceremos a nós mesmos, mas cairemos muitas vezes. 


E, assim, além destas duas virtudes, é necessário uma terceira coisa: o exercício. É preciso exercitar a inteligência e a vontade.



Quanto à inteligência, deve ela ser resguardada de duas coisas que a costumam obscurecer: a ignorância e a curiosidade.

A ignorância deixa a mente em trevas e impede que ela conheça a verdade, que é o objeto próprio da inteligência. 

Com o exercício, devemos tornar a mente clara e lúcida, para que possa ver e discernir bem quanto é mister para purificar a alma das paixões desordenadas e orná-la com as santas virtudes. 

De dois modos poderemos obter este resultado:

O primeiro, e o mais importante, é a oração

Peçamos ao Espírito Santo que se digne infundir Suas luzes em nossos corações. E o Divino Espírito o fará se, em verdade, procurarmos a Deus somente e se, em todas as coisas, pusermos o juízo de nossos padres espirituais acima do nosso.


O segundo modo é um contínuo, profundo e leal exame de nós mesmos, para ver se somos bons ou maus, não segundo a aparência boa ou má de nossos atos, nem conforme o juízo dos sentidos e o critério do mundo, mas segundo o juízo do Espírito Santo

Esta consideração feita como convém, nos fará conhecer claramente que devemos ter em nada as coisas que o mundo, cego e corrompido, ama, deseja e procura de muitos modos

Entenderemos que:

- a honra e os prazeres da Terra nada são, senão vaidades e aflições do espírito. 
- as injúrias e as infâmias de que o mundo nos cobre nos enchem de verdadeira glória. 
- as tribulações são nossa alegria. 
- o perdão e a caridade para com os inimigos são uma magnanimidade e uma das coisas que mais nos semelham a Deus. 
- mais vale desprezar o mundo que possui-lo todo inteiro. 
- obedecer de boa vontade às mais vis criaturas é coisa maior e mais generosa do que ter sob suas ordens os grandes chefes. 
- mais vale o humilde conhecimento de si mesmos que todas as ciências. 
- vencer e mortificar os próprios apetites, por pequenos que sejam, merece maior louvor que expugnar fortes cidades, vencer, com as armas nas mãos, exércitos poderosos, fazer milagres e ressuscitar mortos.




Excerto do livro: “COMBATE ESPIRITUAL E O CAMINHO DO PARAÍSO”

do Ven. Servo de Deus PADRE LOURENÇO SCÚPOLI


Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!