Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Do erro em que muitos caem, tomando a pusilanimidade como virtude.










"Outro engano que muitos cometem é o de crerem que aquele sentimento que se segue ao pecado, sentimento de inquietude e pusilanimidade, acompanhado de vivo desprazer, seja devido à virtude. 

Este sentimento nasce de uma oculta soberba e presunção, e é efeito da confiança que tinham em si mesmos e em suas próprias forças. Faziam de si alguma conta, confiavam soberanamente em si mesmos e, vendo, pela queda, que eram falhos, conturbam-se e se espantam, como se a queda lhe fosse algo inaudito, e se inquietam contemplando por terra aquele sustentáculo em que vãmente tinham colocado a sua confiança. 

Ao humilde, isso não acontece, porque nada presume de si, e confia somente em Deus. E, assim, se incorre em alguma culpa, embora sinta grande arrependimento, não se inquieta, nem se maravilha, porque sabe muito bem, com a luz da verdade, que o ocorrido lhe sucedeu devido à sua própria miséria e fraqueza. 


Excerto do livro: “COMBATE ESPIRITUAL E O CAMINHO DO PARAÍSO”
do Ven. Servo de Deus PADRE LOURENÇO SCÚPOLI

Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!