Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Sobre a verdadeira sabedoria.

  






"(...) Somente verdadeiramente bem-aventurado, verdadeiramente sábio, é aquele cuja mente o Senhor doutrinou, cujo coração amestrou em Sua lei. É porque somente a lei do Senhor é imaculada, irrepreensível e somente ela converte as almas à salvação.

O conhecimento e a compreensão desta lei cumpre procurar não tanto por fora nos livros, mas no nosso interior, pelo afeto de um devoto coração.

Deve-se, porém, desejá-la no espírito e  no poder para que nos instrui Aquele que sabe transformar, só Ele, a aspereza exterior da lei em doçura interior.

A lei do Senhor ensina o que fazer, a que fugir, e o que temer. Ela ensina a ser puro e irrepreensível, a guardar o prometido e chorar o cometido, a desprezar o mundo e a renunciar os prazeres da carne.

Ela, finalmente, ensina a dirigir para Jesus Cristo todo o coração, toda a alma e toda a mente.

Em comparação com estes ensinamentos, toda a sabedoria do mundo é estultícia e loucura.

"Afirme quem quiser, eu não chamarei sábio a quem não teme nem ama a Deus", assim diz São Bernardo.

Entretanto, não aquele que ouve esta doutrina e depois a esquece, mas somente quem for zeloso cumpridor da lei, este é verdadeiramente sábio, verdadeiramente bem-aventurado.

"Bem-aventurado, pois, o homem a quem tu, Senhor, instruires e na tua lei amestrares".


Excerto do livro "A direção da alma e a vida perfeita"
Por São Boaventura





 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!