Pesquisar este blog

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Da paciência nas operações dolorosas... Pensamentos Consoladores de São Francisdo de Sales







Conceda-nos Nosso Senhor o seu Santo Espírito para sofrerdes tudo segundo a sua santa vontade.

Refiro-me à vossa perna doente, que convém operar, e não será sem grandes dores. Mas, meu Deus! que provas que nos dá a vossa vontade nestas ocasiões! Oh! Coragem! Pertencemos a Jesus Cristo; eis que Ele nos envia a sua vestimenta. Suponde que o ferro que atravessará as vossas carnes é um dos cravos que trespassou os pés de Nosso Senhor.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

"Nada há de mais frio do que um cristão despreocupado da salvação alheia."







"Nada há de mais frio do que um cristão despreocupado da salvação alheia. 

Não podes aduzir como pretexto a tua pobreza econômica; acusar-te-á a velhinha que deu as suas moedas no Templo.  O próprio Pedro disse: 'Não tenho ouro nem prata' (At 3,6). E Paulo era tão pobre que muitas vezes passava fome e não tinha o necessário para viver. 

Não podes pretex­tar a tua origem humilde; eles também eram pessoas humildes, de condi­ção modesta. Nem a ignorância te servirá de desculpa; todos eles eram ho­mens sem letras. 

Sejas escravo ou fugitivo, podes cumprir o que depende de ti; assim foi Onósimo, e vê qual foi a sua vocação... 

Não invoques a do­ença como pretexto, pois Timóteo estava submetido a frequentes indispo­sições. [...] Não há maneira de negar as propriedades das coisas naturais; o mesmo acontece com isto que agora afirmamos, pois está na natureza do cristão agir dessa forma [...]. 

É mais fácil o sol deixar de iluminar ou de aquecer do que um cristão deixar de dar luz; mais fácil do que isso seria que a luz fosse trevas. 

Não digas que é impossível; impossível é o contrário [...]. Se orientarmos bem a nossa conduta, o resto sairá como consequência natural.  Não se pode ocultar a luz dos cristãos, não se pode ocultar uma lâmpada que brilha tanto.[...]

Não digas; não posso ajudá-los, porque, se és cristão de verdade, é impossível que não o possas fazer[...].

Cada um pode ser útil ao seu próximo, se quiser fazer o que está ao seu alcance".



(S. João Crisóstomo, Homilia sobre os Atos dos Apóstolos 20).



quinta-feira, 20 de abril de 2017

Sobre a virtude da Pureza





A castidade é uma perfeição da nossa alma pela qual conseguimos viver segundo a pureza do nosso estado de vida, da nossa condição

Como sabemos que o homem só pode se unir à uma mulher se receber o sacramento do Matrimônio, a virtude da castidade nos obriga a fugir de tudo aquilo que poderia nos levar aos atos reservados às pessoas casadas. O que são estas coisas? 
  • As más companhias, 
  • as conversas imorais, 
  • as roupas indecentes, 
  • os namoros precoces e ousados, 
  • os filmes, revistas, novelas etc. que ensinam e mostram a impureza etc.


Devemos ter um grande amor pela pureza e nunca violá-la. 

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Que pode perturbar o santo?





"Que pode perturbar o santo? 

A morte? Nao, porque a deseja como prêmio. 

As injurias? Não, porque Cristo ensinou a sofrê-las: 'Bem-aventu­rados sereis quando vos injuriarem e vos perseguirem' (Mt 5,11).

domingo, 16 de abril de 2017

Feliz Páscoa!

Resurrexit sicut dixit, Alleluia!





Madrugaram as Marias, e mui de manhã chegaram ao sepulcro e diziam: Quem nos revolverá a pedra da porta do sepulcro? Que era esta mui grande e a custo a moveriam várias pessoas.


Menor fora e menos ardente o amor das santas mulheres ao divino Mestre seu e nosso, esmoreceriam com essa dificuldade; nada, porém, é impossível para quem ama deveras ao Senhor; sabe que são infinitos os recursos da sua Providência, e com eles acode à nossa confiança.


À alma covarde e tíbia basta qualquer dificuldade para detê-la no caminho da virtude: a todas vence a alma fervorosa, com a graça do Onipotente, que aplaina os obstáculos diante dos que os afrontam destemidamente.


****

Ressuscitou, já não está aqui. Quisera digam os Anhos a quem me procurar entre os pecadores depois desta gloriosa Páscoa: já não está aqui, ressuscitou!


Excerto do Goffiné, pág. 503/504





***


Desejamos a todos uma Santa Páscoa!!! Com firme propósito de emenda e santificação, Fé viva, Esperança firme, Caridade ardente e Confiança plena em Deus.

Viva Cristo Rei!

  




 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

"Sêde perfeitos como vosso Pai celeste” (Mat. 5,48)









Quão puro, inocente, santo deve ser o cristão com tal modelo! Imitemos a brandura e a clemência de Deus, perdoemos a nossos irmãos como nos perdoou  a nós.

Sejam nossos atos e ditos, nossos modos e costumes, repassados de amor, e assim provaremos que amamos a Cristo, bem como nos provou Ele seu amor com sua vida e morte.

domingo, 9 de abril de 2017

INSTRUÇÃO SOBRE A SEMANA SANTA







Vários nomes tem a semana da Dominga de Ramos ao Sábado Santo.

Chamam-na de A Grande Semana; duas grandes semanas há na duração do mundo: a primeira quando Deus criou o universo, cujos dias foram todos assinalados com milagres da onipotência; a segunda, em que Deus reparou e como que recriou a Sua obra, a purificou e restaurou na primitiva santidade, pelo sangue e morte do seu Filho, e esta, merece incomparavelmente mais que a primeira o nome de grande.

Chamamo-la de grande, diz São João Crisóstomo, não que tenha mais dias que as outras semanas, nem nos dias mais horas, mas pelos muitos e grandes mistérios que nela celebramos; nestes dias, com efeito, foi destruída a tirania do demônio, desarmada a morte, apagados o pecado e a maldição, o Céu aberto. Nela também são mais demorados os jejuns e as vigílias, mais amiudados os ofícios religiosos.

Chama-se a semana dolorosa, por causa das penas e sofrimentos do Salvador; semana de indulgências porque nela recebiam os penitentes a absolvição, e eram admitidos a comungar com os fiéis; semana de Xerophagia, porque só comiam nesses dias alimentos secos, sem adubo algum. Esa uso universal outrora, comer só pão com água e algumas ervas nos últimos três dias.

Semana Santa nós a chamamos pelos santos mistérios nela comemorados e pelas santas disposições com que a celebramos; prevaleceu esta última qualificação: mostrem as nossas obras que foi bem dado o nome. Lembremo-nos dos exemplos dos nossos pais.

Outrora eram todos de festa os dias desta grande semana, e também os da seguinte.

Eram proibidos os trabalhos servis, o negócio e as demandas,  e confirmaram essas disposições da Igreja os decretos dos Imperadores Romanos.

Devemos perdoar-nos mutuamente, reconciliar-nos e esquecer todo rancor, se queremos participar das graças que nos mereceu a Paixão de Cristo, Senhor Nosso, e celebrar dignamente a Páscoa.



Excerto do Goffiné, pág. 455


Leia mais:

VÍDEOS PARA LA SEMANA SANTA






 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

sábado, 8 de abril de 2017

Instruções sobre o Domingo de Ramos







Com sentimentos misturados de alegria e de tristeza convém que acompanhemos a procissão de Ramos: alegria pelo triunfo do Salvador, e com a lembrança de nossa futura recompensa, ao entrar com ele na Celeste Jerusalém; tristeza, ao considerar que esses mesmos Judeus, cujas aclamações atroam os ares neste dia, ergueram brados de morte, no fim de cinco dias, e lançaram aos ecos da cidade e do calvário, blasfêmias e impropérios contra Aquele a quem hoje recebem como Filho de Davi.

Ai, quantos Judeus assim entre Cristãos! Quisera ninguém de nós tal seja!

Como é consagrado todo o ofício de Ramos a honrar o Salvador, canta-se a Paixão na Missa.

Para nos tornar mais sensível esse terrível acontecimento, faz a Igreja ouvir três vozes: a voz do historiador que conta o fato, a voz dos Judeus ou do pecador que acusa seu Deus e pede que morra, e a voz da augusta Vítima que conserva no meio dos algozes Sua majestosa serenidade, com a brandura do cordeiro.

Parece-nos assistir ao drama espantoso; penetra-se-nos o coração; experimentamos sentimentos que não pode inspirar a simples leitura da Paixão.

Ó Igreja Católica! Como bem conheces a humana natureza!






ASPIRAÇÃO

Como poderia, ó meu divino Jesus, contemplar-vos e não renunciar à minha vontade, ao meu orgulho, abraçando-me com a obediência e humildade?






Excerto do Goffiné, pág. 448/449




 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

ORAÇÃO PARA SE FAZER A VONTADE DE DEUS








“Terno  Coração  de  Jesus ,  cada  vez  que  eu disser :  Deus seja bendito! - ou :  Faça-se a vontade  de  Deus!  - proponho  por  este  meio  aceitar  todas  as  disposições  de  vossa  providencia a meu  respeito,  no  tempo  e  na  eternidade.

Não quero  outro  estado  de  vida ,  outra  casa, outro  alimento,  outra  saúde,  outras  vestes  que as  que  me  derdes. 

Não  quero  outra  fortuna, outro  emprego,  outros  talentos  que  os  que  me haveis  destinado.

Se  quereis  que  meus negócios  não  saiam bem, meus  projetos  se  esvaeçam,  meus processos  se percam,  tudo  que  possuo  seja  roubado,  eu  o quero  também.

Se  quereis  que  eu  seja  desprezado,  odiado, abandonado,  difamado,  maltratado,  até  por aqueles  a  quem  tenho  mais  amor:  eu  o  quero também.

Se quereis que eu seja privado  de tudo,  banido de  minha  pátria,  encerrado  num  calabouço,  e viva  em  penas  e  agonias  contínuas :  eu  o  quero também.

Seja  tudo  como  for  de  vosso  agrado  e  pelo tempo  que  quiserdes.

Minha vida mesma ponho entre  vossas  mãos;  aceito  a  morte  que  me destinais, e  todas  as penas que devem acompanhá-la.

Uno  minha  morte  à  vossa,  ó  meu  Salvador,  e vô-la  ofereço  em testemunho  de meu amor para convosco. 

Quero  morrer  para  vos  agradar  e cumprir  vossa  divina  vontade.

Ó Jesus, Maria,  José,  objetos  de meu amor, sofra  eu  por  vós,  por  vós  morra,  seja  eu  todo para  vós  e  mais  de  modo  nenhum  para  mim mesmo. Amém.”



Santo Afonso Maria de Ligório
Excerto do livro:  “O segredo do Sagrado Coração de Jesus”







 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS:   Delivered by FeedBurner.

terça-feira, 4 de abril de 2017

A MORTIFICAÇÃO CRISTÃ – Parte 14: Conclusão






Conclusão


Em geral, saiba negar à natureza o que pede sem necessidade.

Saiba fazer-lhe dar o que ela nega sem razão. Seus progressos na virtude, disse o autor da Imitação de Cristo, serão proporcionais à violência que saiba fazer-se.

Dizia o santo Bispo de Genebra: “Há que morrer afim de que Deus viva em nós: porque é impossível chegar à união da alma com Deus por outro caminho que pela mortificação. Estas palavras: Há que morrer! são duras, mas serão seguidas de uma grande doçura, porque não se morre a si mesmo senão para unir-se a Deus por esta morte”.

Quisera Deus que pudéssemos aplicar-nos com pleno direito as seguintes palavras de São Paulo: “Em todas as coisas sofremos a tribulação... Trazemos sempre em nosso corpo a morte de Jesus, afim de que a vida de Jesus se manifeste também em nossos corpos” (2 Cor. 4, 10



Cardeal Desidério José Mercier

Excerto do Artigo “La mortificación cristiana”





 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

sábado, 1 de abril de 2017

A MORTIFICAÇÃO CRISTÃ – Parte 13: Mortificações para praticar em nossas relações com o próximo






Mortificações para praticar em nossas relações com o próximo

(Segunda Parte)


6º Se alguém se permite em sua presença palavras pouco convenientes, ou mantém conversações próprias para danificar a reputação do próximo, poderá às vezes repreender com doçura a quem fala, mas mais frequentemente será melhor distanciar habilmente a conversação ou manifestar por um gesto de descontentamento ou de desatenção querida que o que se está dizendo o desagrada;

 Quando lhe custe fazer um favor, ofereça-se a fazê-lo: terá duplo mérito;

 Tenha horror de apresentar-se diante de si mesmo ou dos demais como uma vítima. Longe de exagerar suas cargas, esforce-se em encontrá-las leves. O são em realidade muito mais frequentemente do que parece, e o seriam sempre se tivesse um pouco mais de virtude.




Cardeal Desidério José Mercier

Excerto do Artigo “La mortificación cristiana” 




 
Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!