Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de junho de 2014

Memorial das Donzelas Cristãs

Memorial das Donzelas Cristãs
e dum modo especial das Filhas de Maria



Memorial das Donzelas Cristãs 



Será ele para ti, ó donzela, a lâmpada, que, ao principiar o dia, te alumiará para seguires até Deus, e a voz do anjo da guarda que à noite te dirá: "foste fiel, descansa em paz; Deus está contente contigo"; ou, talvez: "esqueceste os teus deveres, pede perdão a Deus, descansa ainda em paz e amanhã cumpre-os melhor".

I. Para com Deus 




   
Orações
  • Não apressadas, mas com recolhimento e constantes.
  • Sossegadas, serenas, resignadas.
  • Simples, humildes, com confiança.
  • Sempre respeitosas e o mais possível afetuosas.

Submissão
  • Ao meu estado e ao meu dever, vêm de Deus e me são impostos por Deus; unem-me a Deus; desprezá-los é afastar-me do meu Deus.
  • Ao guia da minha alma, depois de muito bem escolhido e no que a ela respeita: tem a luz de Deus; vem-lhe de Deus a bondade; mandará em nome de Deus.
  • A meus pais: têm a autoridade de Deus.
  • Aos acontecimentos: são permitidos, preparados e enviados por Deus.

Trabalho
  • Começado com alegria.
  • Continuado constantemente.
  • Interrompido só por necessidade e logo recomeçado com resignação.

Descanso e cuidado do corpo 
  • Sob a guarda de Deus.
  • Sob a vista de Deus. 

II. Para com o próximo 




Bom exemplo
  • Pelo meu porte modesto e simplicidade dos meus vestidos, limpos e graves, ao mesmo tempo que graciosos, próprios da minha idade e condição, mas nunca respirando qualquer imodéstia nem vaidade.
  • Por meus modos afáveis e delicados, mas sempre cautelosos e sempre preciosos.
  • Por minha fidelidade em cumprir o que me é ordenado por quem tem autoridade para isso. 

Boas palavras
  • De zelo, sem afetação.
  • De incitamento á virtude e às obras de Deus.
  • De consolação.
  • De paz.
  • De alegria.
  • De amizade.
[E isto é possível quase todos os dias] 

Boas obras
  • Serviços prestados: por minhas esmolas; por santas indústrias para fazer o bem, para levar os outros à frequência dos sacramentos; por minha influência, para desviar do vício e fazer praticar a virtude.
  • Mal reparado: Desculpando, justificando, protegendo, defendendo; ocultando faltas e esquecimentos, e, se for possível, reparando-os.
  • Alegrias procuradas: ao espírito, por justas e santas consolações espirituais; ao coração, por um efetivo reconhecimento para com Deus; à alma, por uma palavra do céu. 

III. Para com a minha alma 


Coragem
  • Nas contrariedades e provações: nos desassossegos, doenças, insucessos, humilhações.
  • Nos aborrecimentos, que aparecem sem causa conhecida.
  • No mau humor, que nasce em mim, e que evitarei para não fazer sofrer os outros.
  • nas faltas cometidas, para me levantar e reparar depressa.
  • nas tentações, para as repelir energicamente, mas sem me perturbar.

Ordem e regularidade
  • Nas ocupações: cada uma à sua hora.
  • Nas distrações lícitas, para não gastar nelas demasiado tempo.
  • Nos objetos materiais que são do meu uso.

Alimentação
  • Pensamentos piedosos lidos, refletidos e algumas vezes escritos.
  • Leituras proveitosas, profundas, elevadas, excitando o amor do belo por excelência e do bem infinito: Deus.
  • Conversas sobre coisas santas, que reanimem, aumentem e renovem a piedade e o fervor.
  • Passeios que descansem o espírito, fortificando o corpo.

Fonte: Manual das Pias Uniões de Filhas de Maria

+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.