Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Missão da mãe

Santificar sua família



Não contente em servir sua família, a mãe deve dedicar-se à santificação dos seus. É o pedaço de terra que o pai de família confiou a seus incessantes cuidados, a fim de que o cultive na paciência, e o faça frutificar ao cêntuplo, pelo zelo puro e generoso duma caridade ardente. 

A missão divina da mãe de família é uma missão de fé, de virtude, de oração e de sofrimento.
  
1 - Missão de fé - A ela cabe, em primeiro lugar, falar a seus filhos de Deus, da Bondade de Jesus Cristo; desenvolver o germe da Fé neles depositados pela Graça do Batismo, zelar-lhes a inocência, e formá-los bem cedo na piedade cristã e no amor a Jesus Eucaristia. À mãe cabe conservar e alimentar a Fé da família, afastando rigorosamente tudo o que for apto a escandalizar algum de seus membros. A fé é o mais precioso tesouro do cristão, e é por meio de santas leituras, de piedosos entretenimentos, que ela fará frutificar estas virtudes nos seus.

2 - Missão de virtude - A mãe de família deve inspirar a virtude e torná-la amável a cada um dos seus.

Sua própria virtude será simples e natural, a fim de que seus filhos fiquem sendo naturalmente virtuosos; será doce e afável, como em Jesus e Maria, a fim de lhes conciliar todos os corações; será forte e desinteressada, a fim de manter sempre igual nas provações e fiel a Deus nos sacrifícios.

Se o esposo que Deus lhe deu é antes um pecador a converter que um cristão a edificar, ela se dedicará com paciência e confiança a essa conversão.

3 - Missão de oração - É sobretudo pela oração que a mãe cristã santifica sua família; pela oração, completa aquilo que sua palavra e seus exemplos esboçaram. Deus nada recusa à oração constante duma mãe -- e nisso pôs sua força e sua vitória. A oração, por conseguinte, deve ser-lhe o alimento habitual da alma.

A mãe ensinará, muito cedo, seus filhos a rezar. Tratará, na medida do possível, de fazê-los ela mesma cumprir cada dia esse dever piedoso. Habituá-los-á sobretudo à visita frequente ao Santíssimo Sacramento, levando-os à Igreja desde pequeninos.

4 - Missão de sofrimento - O título de mãe é fruto do sofrimento. Deus assim o quis. O de mãe espiritual se adquire somente no Calvário, ao lado de Maria, Mãe de todos os homens.

Para obter a salvação dos seus, a mãe de família deve, portanto, resignar-se a sofrer, e a sofrer a sós com Jesus e Maria. São, todavia, sofrimentos felizes, que geram almas à vida da Graça. Filhos de Deus, e cidadãos para o Céu. Quanto maior o sofrimento, quanto mais isento de consolação natural, tanto mais deve a mãe regozijar-se na caridade divina, pois é sinal de que a hora da vitória se aproxima.

Ditosa a mãe que tem a ciência da Cruz e a virtude de Jesus Crucificado, porquanto terá toda a doçura e poder inerentes. Que ela se exerça sem cessar na prática do amor crucificado, que o peça instantemente, como sendo a Graça mais segura e mais sublime da perfeição.
A Divina Eucaristia - volume V - Escritos e Sermões de São Pedro Julião Eymard, págs. 139 à 140.




De Santo Eymard leia ainda: 
  1. Maria, Modelo de Modéstia - http://farfalline.blogspot.com/2013/05/sabado-maria-modelo-de-modestia.html
  2. Missão da Mãe - http://judamore.blogspot.com/2013/10/missao-da-mae.html. Blog Virtudes Femininas.
  3. Modéstia: Característico da Vida de Maria - http://farfalline.blogspot.com/20.13/01/modestia-caracteristico-da-vida-de-maria.html
  4. O que é amor, senão exagero? - http://farfalline.blogspot.com/2016/01/meditacao-o-que-e-amor-senao-exagero.html.
  5. O Véu Eucarístico - http://farfalline.blogspot.com/2013/09/o-veu-eucaristico.html.
  6. Quero Ser Padre! - http://farfalline.blogspot.com/2013/05/quero-ser-padre.html.
  7. Restauração do Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo - http://farfalline.blogspot.com/2014/11/restauracao-do-reinado-social-de-nosso.html

Sobre Santo Eymard: 

    +
    Informe seu e-mail para receber as publicações:
      Delivered by FeedBurner.

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.