Assine para receber os posts em sua caixa de e-mails

INFORME SEU E-MAIL AQUI:

Delivered by FeedBurner

Pesquisar este blog

sexta-feira, 15 de julho de 2016

DISTRAÇÕES NA ORAÇÃO ...






DISTRAÇÕES NA ORAÇÃO



Excerto do livro “O exercício da presença de Deus”  
Por um zeloso sacerdote.


“Em vão empregam os meios aconselhados contra as distrações:
recolhem-se antes de orar, velam sobre seus olhares durante a oração; apesar de tudo, voltam sempre as distrações.

Não há melhor remédio para essa cruz cotidiana das distrações do que o exercício da presença de Deus.

Donde provém as numerosas distrações senão na dissipação nos objetos exteriores, na falta de domínio sobre os próprios pensamentos, das horas ou dias inteiros passados com mau humor.  

Rezar não é fazer um monólogo, falando consigo mesmo. A oração é, por excelência, um colóquio entre a alma e Deus. Quando falamos a alguém, sabemos em presença de quem nos achamos e a quem dirigimos a palavra.

Em nossas orações, muitas vezes não acontece o mesmo. Rezamos recitando uma fórmula de oração ou lendo um devocionário, sem termo consciência de que Deus, a quem falamos, está diante de nós e em nós.


De modo bem diverso procede aquele que vive na presença de Deus. Tão intimamente quanto possível dirige sua atenção para Deus presente e fala ao Deus vivo que se acha não só em sua consciência, mas realmente diante dele e nele, fazendo na verdade de sua prece um entretimento, um diálogo com Deus. Este olhar fixo em Deus, esta contemplação de Deus dá, como nenhum outro meio, a força de afastar as distrações.”


Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.