Pesquisar este blog

quarta-feira, 22 de junho de 2016

DIREÇÃO PARA VIVER CRISTÃMENTE - Parte IV


Salve Maria, 
Daremos sequência à publicação de textos retirados do livreto do Pe. Quadrupani: "Direção para viver cristãmente". São dicas valiosas, instrutivas e animadoras para nos auxiliar na prática da vida cristã. Aproveitem! 

Viva Cristo Rei!






DIREÇÃO PARA VIVER CRISTÃMENTE


Rev.  Padre  Quadrupani - Barnabita.



Capítulo I - Relações com Deus

 Os deveres do cristão para com  Deus  reduzem-se  a  pratica da religião,  e,  por  conseguinte,  a aperfeiçoar-se, sobretudo  no  uso da  oração,  no  modo  de  ouvir  a missa,  na  frequência  da  confissão e  da  comunhão,  na  leitura  espiritual  e  na  santificação  dos  dias santos.  Toquemos  rapidamente  todos estes  diversos  assuntos.



DA MISSA



1)       Sobre  o  altar  Nosso  Senhor  Jesus Cristo  renova  o  mesmo  sacrifício  que  consumou  na cruzcom  a  diferença  de  que  o da  cruz  operou-se  pela  efusão  do seu  sangue,  e  o  da  missa  é  incruento

2)       Por  meio  desse  sacrifício incruento  desempenhamos  quatro obrigaçõesque,  segundo  a  linguagem  de  S.  Tomás,  unem  o homem  a  Deus:  
1) honramos  a sua  grandeza  e  majestade;  
2) satisfazemos pelos pecados cometidos; 
3)  damos graças  ao  Senhor pelos  benefícios  que  dele  temos recebido; 
4)  pedimos-lhe  socorro  para  as  nossas  necessidades presentes.


3)       A  Missa  é  dum  valor  infinito,  porque  encerra  os  méritos infinitos  de Jesus  Cristo.  Mas  os seus  efeitos  são  limitados,  isto  é, em  proporção  com  a  maior  ou menor  devoção  daquele  que  a celebra,  que  a  manda  celebrar,  ou que  a  ouve.  O oceano,  diz Santo Agostinho,  encerra a imensidade das  águas;  cada  um  poderá colhê-las  segundo  a maior  ou menor  capacidade  que  tiver  o  vaso  de que  se  servir.  Esta  imensidade das  águas  do  oceano  é  a  imagem dos  méritos  imensos  de  Nosso Senhor,  que  a  Missa  encerra;  o vaso  com  maior  ou menor  capacidade  é  a  maior  ou  menor  devoção  daquele  que  participa  do Santo  Sacrifício.

4)       É  preciso,  portanto,  ouvi-la  com  devoção;  e  por  mais louvável  que  seja  a  assistência  a muitas Missas,  mais louvável  ainda é  a  devoção  com  que  se  assiste  a elas.

5)       Quando fordes ouvir missa, dizei  a  vós  mesmos: “Longe  de mim  todos  os  pensamentos  da terra;  vou  à  montanha  santa de  Deus,  onde  tudo  deve  ser amor  e  santidade”. Dirigi-vos à Igreja  num  piedoso silêncio.

6)       Antes  de  principiar  a  Missa  ou logo que principiar, fazei um ato  muito  curto  de  contrição viva e afetuosa,  para  purificar o  coração  que  deve  assistir  ao grande  Sacrifício  do  Deus  da  pureza  e  participar  dele.

7)       Toda  a  oração,  qualquer que  seja,  vocal  ou  mental,  é  própria  para  fazer  colher  os  frutos da Missa àquele  que  a  ouve.  Será de  grande  vantagem  meditar  nos mistérios  representados  pelas  ações  do  celebrante.  Não  meditemos,  todavia,  senão  em  poucos símbolos  ao mesmo  tempo,  a  fim de  darmos  maior  espaço  às  piedosas  reflexões,  e  muito  maior ainda  aos  efeitos. Enganam-se  essas  almas  que põem  mais cuidado  em  dizer  uma grande  quantidade  de orações  correspondentes  às  ações  do  sacerdote,  do  que  em  excitar  em  si reflexões  e  afetos.  Isso  é  mais uma  oração  da língua  do  que  um ato  de  religião.

8)       No  fim  do  sacrifício,  ou à  comunhão,  oferecei-vos  com tudo  o  que  possuis  a  Nosso  Senhor  Jesus  Cristo,  que  se  ofereceu  por  nós  a  seu  Pai  Eterno. Podereis,  também,  se  o  desejardes,  fazer  a  comunhão  espiritual.

9)       Numa  necessidade  particular,  ou  no dia  de festa  dum  de nossos  principais  patronos  ou  de uma  santa  protetora,  será  bom mandar celebrar uma Missa por um sacerdote  de uma piedade  reconhecida,  e que conheça  as  nossas  necessidades, afim de que ore por nós com  mais  fervor.

10)  As  esmolas  dadas  para celebração  de  Missas  são  levadas em  conta  das  esmolas  que  devemos  dar  segundo  o  nosso  estado e  bens.








Visite nossos blogs associados:
+
Informe seu e-mail para receber as publicações de VIRTUDES FEMININAS: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é eminentemente de caráter religioso e comentários que ofendam os princípios da fé católica não serão admitidos. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se garantem o direito de censurar.

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!

Resurrexit, sicut dixit, Alleluia!